Perdi meu passaporte no exterior… E agora?

0
395

Imprevistos acontecem sempre, e perder o passaporte pode ser um dos piores acontecimentos quando se está fora do país. O que fazer quando isso acontece?

Todo viajante experiente já passou por alguns perrengues em viagens, né? A gente sabe que imprevistos podem acontecer, mas quase nunca estamos preparados para eles! O fato é que, se você souber o que pode ser feito para solucionar o problema, as coisas ficam um pouco mais amenas. Por isso hoje preparamos um artigo de utilidade pública: o que fazer no caso de perda ou roubo do passaporte no exterior.

O passaporte é o documento mais importante de uma viagem internacional. É com ele em mãos que você embarca e desembarca no destino, e é o documento que deverá ser mostrado a qualquer autoridade quando solicitado. Por esses motivos, é preciso ter cuidado redobrado com o passaporte: tenha sempre uma cópia autenticada para emergências!

E tem mais. Você sabia que nem todos os países checam o banco de dados da Interpol, com a lista de passaportes roubados, na hora em que os passageiros passam pela migração? Por isso, se alguém roubou seu documento, ele pode até viajar para outro país sem que seja checado. Preocupante, né?

Então, durante uma viagem, se você perceber que seu passaporte foi perdido ou roubado, vá imediatamente a um posto da polícia local para registrar uma ocorrência.

Em seguida, acesse o portal consular, do Itamaraty, onde há um formulário online a ser preenchido para a solicitação de um novo documento. Junto com o boletim de ocorrência, leve o formulário ao consulado ou embaixada brasileiros no país onde você está hospedado. O passaporte ficará pronto em alguns dias úteis.

Porém, há um inconveniente grande: embora você possa solicitar um passaporte novo sem problemas, todos os vistos que você já tinha se perdem! É preciso fazer o processo novamente, começando do zero. Se você tem um visto americano válido, por exemplo, é necessário procurar o consulado dos Estados Unidos e fazer a solicitação de um novo visto. Chato, não?

Em qualquer situação, conte sempre com o apoio e o suporte da repartição consular brasileira. Eles poderão indicar o caminho para obtenção de novos vistos e regularizar todas as situações em território estrangeiro.

E se a sua viagem de retorno for antes de receber o novo documento? Bem, aqui entra uma nova solicitação: a emissão de uma Autorização de Retorno ao Brasil, que tem a sigla ARB. É um documento emergencial e gratuito que fica pronto em até três dias úteis, porém só permite o retorno direto ao Brasil. Se você tem escalas ou conexões ou ainda pretende visitar outros países antes do retorno definitivo ao Brasil, vai ter que esperar o passaporte.

E atenção: o ARB é emitido quando houver a comprovação de sua nacionalidade brasileira. Na falta de qualquer documento que tenha essa característica, você deverá apresentar duas testemunhas que atestem sua nacionalidade. Em casos extremos, você poderá assinar uma declaração que afirme, sob penas da lei, sua identidade e nacionalidade.

E se o passaporte for encontrado depois?

Caso seu documento seja encontrado, ele deverá ser encaminhado pelas autoridades do país em questão, à Embaixada ou Consulado brasileiro mais próximo, que então encaminhará o mesmo para o Ministério das Relações Exteriores em Brasília.

Dicas para evitar perdas ou furtos

Como falamos antes, o conselho é andar com uma cópia autenticada do passaporte, e deixar o documento original guardado em local seguro. Porém, alguns países – como Alemanha, por exemplo – exigem que você porte os documentos originais. Então, certifique-se das regras de cada país.

Uma dica importante: sempre digitalize as páginas de seu passaporte e dos vistos, antes da viagem, enviando as cópias também para o seu e-mail. Para qualquer emergência, você terá pelo menos uma forma de comprovar que não está ilegal no país.

Fonte: Vida Sabática por Denise Giordano