Os melhores destinos para curtir o carnaval em 2019!

0
399
Em um ano com poucos feriados prolongados, o Carnaval é uma ótima pedida para cair na estrada. Quem está tenso por ter poucos dias de descanso em 2019, a boa é aproveitar a data e botar as pernas para o ar. Mas se a ideia é tirar os pés do chão pulando atrás de trios e blocos, a hora é essa! E, de olho na turma que deseja aproveitar os dias de folga para viver experiências, sugerimos roteiros encantadores. Se você quer ir ou fugir da folia, vem com a gente!

RIO DE JANEIRO (RJ)

Na capital carioca, a folia já começou faz tempo! Desde janeiro, dezenas de blocos ensaiam nos finais de semana nas ruas do Centro e na Lagoa Rodrigo de Freitas, além de espaços fechados como a Fundição Progresso e o Circo Voador, na Lapa. Mas são nos dias oficias do reinado de Momo que a Cidade Maravilhosa pega fogo! São cerca de 500 blocos desfilando pelas ruas e avenidas de Norte a Sul, além da Zona Oeste – é só chegar e caprichar na fantasia! Marchinhas e sambas antigo imperam, mas há espaço para os mais variados ritmos. E para os fãs das escolas de samba, os desfiles agitam o Sambódromo entre sábado e segunda de Carnaval, além do Sábado das Campeãs.

 

SALVADOR (BA)

O axé impera na capital baiana! Os trios elétricos desfilam em dois circuitos: O Osmar, que vai do Corredor da Vitória à Avenida Sete de Setembro, passando pela Praça do Campo Grande. Ele é repleto de camarotes perfeitos para assistir a artistas como Ivete Sangalo, Claudia Leitte, Asa de Águia… Já o circuito Dodô toma conta das praias da Barra e da Ondina, reunindo grupos como Olodum, Timbalada, Araketu… Quem não quiser gastar dinheiro com os abadás (camiseta que garante desfilar dentro dos blocos), a boa é o circuito Batatinha, no Pelourinho – mais lúdico, reúne marchinhas e fantasias, tudo de graça.
créditos: Camila Souza
Foto publicada no Jornal Grande Bahia

RECIFE & OLINDA (PE)

Na capital pernambucana, diversas manifestações culturais se encontram blocos afora – tem frevo, maracatu, samba, rock, reggae… Um dos epicentros da festa é o palco instalado no Marco Zero, comandado pelo músico Naná Vasconcelos. Por lá, se encontram artistas nordestinos como Zeca Baleiro, Lenine, Gilberto Gil, Elba Ramalho, Alceu Valença…E ainda tem o gigantesco Galo da Madrugada, que arrasta milhares de foliões pela praia de Boa Viagem na manhã do sábado de Carnaval. Já em Olinda, os ritmos típicos de Pernambuco agitam as ladeiras históricas. Quem comanda a festa são os coloridos bonecos gigantes.

 

BELO HORIZONTE (MG)

A capital mineira é a grande surpresa do nosso roteiro, uai! Há alguns anos, o Carnaval em Belo Horizonte era sinônimo de ruas vazias e bares fechados. Recentemente, muitos blocos foram criados ou reanimados, ocupando espaços públicos como ruas e praças. São cerca de 400 blocos lotados de foliões desfilando em bairros como Centro, Pampulha, Mangabeiras, Santa Efigênia, Floresta, Santo Agostinho, Barro Preto… Assim como no Rio, a folia é de graça e a ordem é caprichar nas fantasias, acessórios, adereços e purpurina!
Foto Andre Fossati

GUARAMIRANGA (CE)

Na serra cearense, o estilo é completamente diferente do restante do Brasil. Nada de samba, frevo, axé ou forró. Quem dita o ritmo é o jazz. No período, acontece o concorrido Jazz & Blues Festival, reunindo grandes nomes da música na aconchegante cidadezinha. E a festa esse ano promete ser de arromba, por conta dos 20 anos do evento! O festival movimenta o estádio de futebol, batizado de Cidade Jazz & Blues, e o Café do Tom, palcos dos principais shows, que esse ano rolam entre os dias 02 e 05 de março. Para assisti-los, é fundamental comprar os ingressos com antecedência, assim como reservar as hospedagens – a oferta é pequena para tantos “foliões”.

 

BENTO GONÇALVES (RS)

No Vale dos Vinhedos, na serra gaúcha, o Carnaval acontece em plena Vindima, a festa da colheita de uvas. Por lá, a cerveja consumida largamente nos blocos do Nordeste e Sudeste dá lugar aos vinhos e aos espumantes produzidos na região. E o samba cede espaço para a música italiana, com direito a muita dança. A boa e farta mesa é garantida na hora de repor as energias, com massa, galeto, queijos, salaminho, pães… Ah, se Momo descobre!

FLORESTA AMAZÔNICA (AM)

O roteiro “Carnaval na Natureza Amazônica” oferece uma experiência de quatro dias no coração da Amazônia, com direito a trilhas, banhos de cachoeira e escalada em árvores. A hospedagem é em um lodge no meio da floresta e, na programação, a oportunidade de aprender um pouco mais sobre a região, o povo e os esforços de conservação para preservar a biodiversidade local. O roteiro é da Vivejar (https://vivejar.com.br).

INTERIOR DE MINAS (MG)

O roteiro “Do Barro à Arte – Vale do Jequitinhonha e Diamantina” dura seis dias e irá apresentar o Vale do Jequitinhonha, uma das regiões mais interessantes do Brasil. Além do cenário peculiar, o tour promete uma imersão pela cultura e pelas tradições mineiras, com direito a vivenciar o dia-a-dia das artesãs ceramistas que dão cor ao Vale. O programa leva ainda à encantadora cidade de Diamantina, Patrimônio Histórico da Humanidade. O roteiro é da Vivejar (https://vivejar.com.br).

Fonte: Férias Brasil